Geraldo Santos

Geraldo Santos

Geraldo José dos Santos, pernambucano da cidade de Limoeiro, nascido em 21 de Agosto de 1935.
Ainda criança veio residir no Recife, na capital, trabalhou como alfaiate e sapateiro até conseguir entrar na Faculdade Olindense de Formação de Professores, onde cursou História e Pedagogia.

Músico, compositor e maestro, ministrou por muito tempo o Curso de Formação de Instrumentistas, onde exerceu um magnífico trabalho no Colégio Jonas Taurino, formando vários profissionais.

A incursão no universo da arte viria através do Conservatório Pernambucano de Música. Geraldo José fez vários cursos de regência de bandas e corais, até integrar a Orquestra Pernambucana de Frevos, do Maestro Nelson Ferreira.
Ele teve, ainda, a oportunidade de trabalhar com grandes maestros, como Clovis Pereira e José Menezes.
Integrou ainda o staff da Jazz Band Acadêmica, na extinta TV TUPI.

No currículo profissional, constam passagens por diversos grupos e orquestras:

• Conjunto Mario Griz e Seus Melodistas;
• Maestro Duda e Sua Orquestra;
• Maestro Guedes Peixoto (onde ficou durante 21 anos);
• Banda da Prefeitura do Recife (1974-1981);
• Orquestra Sinfônica do Recife (1970-2000);
• Orquestra 2001 - responsável pela Frevioca (por 18 anos);
• Banda Romançal do Recife.

De 1989 a 2008 foi membro da Academia Pernambucana de Música. O maestro Geraldo José dos Santos também foi Conselheiro da Ordem dos Músicos do Brasil – seção Pernambuco, e presidente do Sindicato dos Músicos. Entre os trabalhos profissionais desenvolvidos, estão o lançamento do LP da Banda Sinfônica Juvenil de PE e o compacto duplo com Música Popular Brasileira - Banda Sinfônica Juvenil de PE.

O maestro também recebeu prêmios ao longo de sua carreira, sendo agraciado pelo Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro e pela Associação dos Críticos da Imprensa de São Paulo, onde recebeu o Troféu Noel Rosa.


Fonte: Internet

Pesquisa

Mahavidya
Arlequim