Cemcape - Logomarca

O Tema é Frevo vol.1

Pesquisa: Mahavidya
Recife, março de 2024.

Comentários:

• Hugo martins - Radialista
• Samuel Valente - Historiador
• João Paulo Lima e Silva - Prefeito do Recife



O TEMA É FREVO

"Começamos o programa O Tema é Frevo em 10 de outubro de 1967.
Ao completar dez anos fizemos, com o apoio do então Reitor da Universidade de Pernambuco, professor Paulo Maciel, o primeiro disco da série que recebeu o título de O Tema é Frevo vol.1 ano 10, com a Banda da Polícia Militar de Pernambuco, regida pelo maestro Severino Martins, e com arranjos de Lourival Oliveira.

Nos anos que seguiram, continuamos a produção da série sempre com a Banda da Polícia Militar de Pernambuco. O compositor e pesquisador Samuel Valente sempre esteve conosco na elaboração de textos e seleção das músicas, escrevendo os comentários dos encartes e contra capas dos LPs.

Na direção musical contamos sempre com notáveis maestros: Correia de Crasto, Severino Martins, Luiz Caetano.

Muitos compositores gravaram suas músicas pela primeira vez, vários frevos tradicionais executados durante muitos anos nas ruas do Recife e Olinda nos dias de carnaval, foram gravados pela primeira vez na série. Citemos alguns: "Sorriso" de autor desconhecido, que data de 1890, dos arquivos do Clube das Pás; "Frevo nº6" de Alberto Carvalho, do Clube Vassourinhas, entre outros."

Revivemos, também, tiramos dos discos de 78 rotações, vários frevos de compositores famosos como Levino Ferreira, Zumba, Nelson Ferreira, Carnera, Capiba, Raul Moraes, Toscano Filho, que em 1972 compôs o frevo-de rua "O Tema é Frevo" especialmente para o programa do mesmo nome, o qual foi gravado originalmente pela Banda da Base Aérea do Recife, discos Rosenblit.

Esta coleção da série O Tema é Frevo, comemorativa ao Centenário da palavra "Frevo", faz parte da história da cultura musical de Pernambuco e dos 40 anos do programa "O Tema é Frevo" transmitido pela Rádio Universitária da Universidade de Pernambuco. Uma produção e apresentação de Hugo Martins.

Nossos agradecimentos à Prefeitura do Cidade do Recife e ao seu Prefeito Sr. João Paulo, por tornar possível esta idéia brilhante do Presidente da Fundação de Cultura Cidade do Recife, Fernando Duarte.

Comentário:
Hugo Martins



Músicas:

1- O TEMA É FREVO
Composição: Toscano Filho

“Joaquim Toscano de Medeiros Filho (1902), músico, regente e arranjador, saxofonista, é o autor desse frevo, especialmente composto para homenagear o programa de Hugo Martins, na Rádio Universitária, gravado originalmente em 1972. Dá título à presente coletânea e abre a seleção musical do lado A.”

2- FREVO Nº6
Composição: Alberto Carvalho

“Segundo nos revelou o autor, foi composto em 1933, tendo sido um dos frevos integrantes, e de grande sucesso, do repertório do Vassourinhas, na memorável execução realizada, em 1951 ao Rio de Janeiro, na qual levou uma orquestra composta por mais de sessenta músicos. Até agora inédito em disco.”

3- LUZIA NO FREVO
Composição: Antonio Sapateiro

“Antonio João da Silva o 'Antonio Sapateiro' (1892-1940), exímio executante de bombardino e trompete na Banda da Polícia Militar de Pernambuco, onde também funcionava como um dos arranjadores.
Originalmente gravado pela Orquestra Diabos do Céu, na Victor, para o carnaval de 1934.”

4- ANAZITA NO FREVO
Composição: Zeferino Bandeira

“Zeferino Bandeira, também autor do não menos belo e enternecido, "Gonçalves Maia". Anasita no frevo, de 1910, foi especialmente composto para o repertório do Clube das Pás. Até agora em disco. O presente registro foi feito no andamento original.”

5- SORRISO
Composição: Autor desconhecido

“Trata-se de uma das mais preciosas relíquias do carnaval pernambucano, de autor desconhecido, mas, segundo consta nas partituras originais, especialmente composto para o Clube das Pás, em 1890, o que determina um final para as histórias dos "divisores de água", posteriormente criadas. Gravado no andamento primitivo para que se possa melhor perceber a movimentação rítmica do Frevo nos primórdios da República, sobretudo mensurar as influências nele exercidas, por outros gêneros, a polca e o dobrado.”

6- OS CINCOS FORMIGÕES
Composição: José Felipe

“José Felipe (1893-1974), mestre do bombardino, arranjador e regente de orquestra. Pai do compositor e folclorista, João Santiago. Composto em meados dos anos trinta, em referência a cinco marcantes figuras do carnaval pernambucano: Levino Ferreira, Zumba, o próprio José Felipe, Naziazeno e Antonio Medeiros.”

7- VENENO É MATO
Composição: Gildo Moreno

“Rotílio Antonio dos Santos, o Gildo Moreno (1916), começou como cantor no vocal Garotos da Lua, na PRA-8, Rádio Clube de Pernambuco, 1940. 'Veneno é mato' teve registro original com a Orquestra Tabajara, de Severino Araújo, em disco Continental, para o carnaval de 1947.”

8- VENTANIA
Composição: Lourival Oliveira

“Lourival Oliveira (1918) é natural de Patos de Espinhara-PB. Músico, instrumentistas, arranjador e maestro. Exímio clarinetista e saxofonista. 'Ventania' foi um dos cabras do bando de Virgolino Ferreira da Silva, o Lampião, constituindo o chamado 'ciclo do cangaço', por Lourival Oliveira tão bem ordenado em tempo de frevo, revivendo figuras legendárias das 'brabas' caatingas nordestinas.”

9- CONTEMPORÂNEO
Composição: Baltazar de Carvalho

“Baltazar de Paula Carvalho (1910) é natural do Recife-PE. Pianista, arranjador e regente de orquestra, entre elas, o Bando Continental, com o qual animou carnavais de clubes, nos anos cinqüenta. 'Contemporâneo' é uma das mais belas expressões do carnaval pernambucano, por ele composto.”

10- RECORDAÇÕES DE NEY LIMA
Composição: Samuel Valente

“Samuel da Silva Valente Neto (1942) é natural do Recife-PE. Musicólogo e compositor, fundador, ele e Hugo Martins, do Museu do Frevo, da UFPE. Homenagem ao engenheiro e desportistas Ney Tavares Lima, tragicamente falecido em desastre de automóvel, em 1975, juntamente, cunhado, irmã e sobrinho do autor.”

11- FOLHAS QUE NÃO CAEM
Composição: Maestro Nunes

“José Nunes de Souza (1931) é natural de Vicência-PE. Clarinetista, arranjador e maestro. Graduado em música pela UFPE. Autor de obras primas do autêntico carnaval de rua, entre os quais, Mosquetão e É de perder os sapatos. 'Folhas que não caem' é do repertório do Clube Folhas Douradas.”

12- NEZINHO NO MUNICIPAL
Composição: José Bartolomeu

“José Bartolomeu de Araújo (1935) é natural de São Vicente Férrer-PE. Trompetista e arranjador e representante da UBC, em Pernambuco 'Nezinho no Municipal' é a sua singela homenagem a um colega e ex-funcionário do Departamento de Documentação e cultura.”

13- MOTOR DE ARRANQUE
Composição: Luiz Wanderley Filho

“Do estreante Luiz Wanderley Filho (1944) um integrante do Clube das Pás, de Campo Grande, sobretudo, um dos abnegados maiores do carnaval pernambucano, sempre presente, e intransigente, na defesa de seus ritmos, frevos instrumentais, cantados e marchas de bloco.”

14- TÁ TUDO CERTO
Composição: Geraldo Costa

“Geraldo José Costa (1931) nasceu no Recife-PE. Especialista no gênero marcha de bloco, autor de antológicas composições, entre elas, 'Terceiro Dia', de parceria com José Meneses, o seu maior sucesso. Também autor de frevos instrumentais, entre eles, 'Homenagem a Hugo Martins', gravado pela orquestra do maestro Duda.”

Comentário:
Samuel Valente



“Nesta coleção de CD em que O Tema é Frevo, a forma é dada pelas mãos do pesquisador Hugo Martins, que ao longo de 39 anos vem mantendo, na Rádio e na TV Universitária, um programa dedicado à preservação e à difusão do nosso ritmo maior. Trata-se de uma mescla de composições antigas e atuais, com frevos-de-rua e frevos-de-bloco, em que Hugo Martins também aparece como compositor.”

“Um trabalho como este só vem enriquecer o leque de iniciativa da programação da Prefeitura do Recife na comemoração dos 100 Anos do Frevo. Daí a nossa satisfação em contribuir com a sua viabilização.”

“Esta é a forma como o povo do Recife homenageia e estimula a resistência cultural de Hugo Martins em defesa do frevo.”

Comentário:
João Paulo Lima e Silva



Fonte: Acervo Fonográfico do Museu do Frevo Levino Ferreira

CD - O tema é frevo vol.1 - ano 10
Produção e Cordenação: Hugo Martins
Arranjo dos maestros: Lourival Oliveira, Alberto Carvalho
Execução: Banda da Polícia Militar de Pernambuco
Regência: Maestro Ten. Severino Martins
Técnico em som e montagem: Hercílio Bastos
Capa: Cap. Antonio Alberto(5º EM - PMPE).


Arlequim