Hugo Martins

Hugo Martins

Biografia

ÍNDICE

CONSIDERAÇÕES INICIAIS

Nesta oportunidade apresentamos esta pesquisa denominada Hugo Martins e Sua História, voltada às atividades profissionais do radialista Hugo Martins; Será apresentada em forma de documentos isolados para facilitar a busca dos leitores pelos assuntos de interesses mais direcionados e/ou imediatos.

Considerações iniciais, no qual tecemos algumas considerações sobre o radialista no contexto atual, expostas em um breve histórico;

O radialista Hugo Martins, onde enfatizamos de forma mais abrangente suas atividades profissionais;

Homenagens a Hugo Martins, aqui são citadas algumas homenagens prestadas ao profissional da rádio difusão;

Produções especiais de Hugo Martins, onde consideramos aquilo que Hugo produziu no contexto radiofônico e em produções paralelas;

Produção musical de Hugo Martins, aqui enfocando toda produção musical de Hugo Martins até os dias atuais.

BREVE HISTÓRICO

Elaborada em razão da vivência, por mais de quinze anos decorridos, durante as reuniões do CEMCAPE, em alguns eventos nos quais participamos juntos e, em parte, obtida em registros documentais pertencentes à instituição ou pessoais.

Na sua caminhada Hugo Martins continua exercendo as atividades conexas do rádio e da televisão.
No seu curriculum vitae constam:

Radialismo, Sonoplastia; Composições musicais, Pesquisas fonográficas de todos os gêneros musicais, mormente a música erudita, a música de cinema e, principalmente, o frevo; Roteirista (cinema e teatro); Cineasta; Rádio ator e Produtor musical. Além da sua lida diária com o “som”, Hugo produziu peças infantis, palestrou e participou de Comissões Julgadoras sobre temas musicais e de natureza folclórica.

Natural da cidade de Rio Tinto, no Estado da Paraíba, nasceu em 02 de junho de 1937.
Veio para o Recife em 1948, onde ainda jovem iniciou sua carreira vinculada à música.

Nome de batismo: Hugo Martins Silva, nome artístico: Hugo Martins.

Em sua trajetória profissional Hugo Martins apresenta uma invejável e profícua ascensão profissional.
Toda sua vida dedicada ao rádio e televisão.
Pelo seu trabalho em prol da cultura pernambucana recebeu várias Homenagens e Títulos.

PROGRAMAS

Atualmente Hugo apresenta os seguintes programas radiofônicos:

1 - A Música do Cinema;
2 - Clássicos ao Alcance de Todos;
3 - Evocação;
4 - Frevo Patrimônio Cultural da Humanidade;
5 - O Tema é Frevo;
6 - Verso e Melodia.


INSTRUMENTOS DE TRABALHO - DISCOTECA ECLÉTICA

Hugo possui uma discoteca composta por aproximadamente duas mil peças bem catalogadas.
Nesta coleção encontram-se discos raros, de valores inestimáveis, vários “bolachões” que rodam em 45 rpm, outros em 78 rpm, outra quantidade de “cd`s” dentre aqueles produzidos pelo “CEMCAPE”, e também os comerciais, englobando todo tipo de gênero musical, quer sejam nacionais ou internacionais.
Constam também nos arquivos do CEMCAPE várias fitas K7 nas quais existem entrevista concedidas por seus congêneres, nas quais relatam suas produções musicais.
Ainda, pesquisas de campo realizadas com o público durante o tríduo momesco, onde as pessoas entrevistadas falam a respeito de frevos e de situações hilárias que lhes ocorreram.

Por continuar na apresentação do programa “O TEMA É FREVO” e dos demais na Rádio Universitária FM Hugo dispõe da diversificada discoteca ali catalogada.

VIDA PROFISSIONAL


O RADIALISTA HUGO MARTINS

Seu primeiro emprego foi na P.R.A-8 (Rádio Clube de Pernambuco), em 1956, na função de “Operador de Som” Concomitantemente estudou rádio teatro com Torres Filho.

Em 1958 transferiu-se para a Rádio Continental exercendo ainda a função de “Operador de Som”.
Neste mesmo ano, juntamente com alguns colegas de profissão, fundou o Sindicato dos Radialistas; o que lhe acarretou a demissão da Rádio.

Em 1960, convidado por Jader Bastos, foi exercer na TV Jornal do Commércio, a função de Sonoplasta.
Dois anos depois assumiu a Chefia do Departamento de Sonoplastia da Emissora e participou também como radio ator em novelas e como comediante em programas de auditório e estúdio.

Em 1963 foi demitido da Emissora por fazer parte da Diretoria do Sindicato dos Radialistas.

Convidado pelo professor Jarbas Maciel, ingressou na Rádio Universitária AM da Universidade Federal de Pernambuco.
Sob a direção do Dr. José Laurindo de Melo; ocupou o cargo de Assistente de Direção, sendo responsável pela gravação dos programas educacionais “Campanha de Alfabetização” com o “Método Paulo Freire” e sonoplastia de toda produção radiofônica de Jarbas Maciel.
Criado e dirigido pelo compositor João Santiago havia um programa voltado para divulgação do Frevo, o qual sofreu interrupção a partir de 1964.

Em 1964, assumiu, na Rádio Universitária - AM, como interventor o jornalista Edmir Regis.
O quadro funcional da Rádio constava de um discotecário, locutores, operadores de som, permanecendo Hugo Martins no cargo de Assistente, no qual produziu os programas musicais: Música Barroca; Música Sacra; Concerto da Tarde e da Noite; Música Popular Brasileira e Música Popular Internacional.

De 1965 a 1967 a Rádio Universitária foi administrada pelo Professor Jarbas Maciel.
Sob sua direção foram produzidos “Notáveis Programas”: Falando de Filosofia; O Tempo e as Escrituras; Lendas e Tradições Brasileiras e Cadernos Musicais.
Além de “Programa das Nações”, produzido por Roberto Benjamim, segundo Hugo Martins, que propiciou a todos eles a sonoplastia.

Em 1967, sob a direção da jornalista Tereza Cristina na Rádio Universitária, Hugo Martins foi convidado para assumir a função de Programador Geral.

No dia 07 de outubro na Rádio Universitária AM houve a estreia do programa “O Tema é Frevo” cuja finalidade precípua - vigente até os dias atuais - é a divulgação e preservação do Frevo.

Juntamente com (os outros fundadores), criou o CEMCAPE (CENTRO DA MÚSICA CARNAVALESCA DE PERNAMBUCO), entidade voltada aos interesses relativos à preservação do FREVO.
Atualmente localizado na Casa da Cultura do Recife, bairro de São José, é o ponto para o qual convergem compositores, arranjadores, maestros, divulgadores, pesquisadores, diretores de agremiações carnavalescas e colecionadores musicais que tratam da modalidade frevo.

O SONOPLASTA HUGO MARTINS


Desde1970, até o presente, assumiu a sonoplastia do maior espetáculo a céu aberto do mundo, a “Paixão de Cristo de Nova Jerusalém” no município Brejo da Madre de Deus no Estado de Pernambuco.

O CINEASTRA HUGO MARTINS


Apaixonado pela arte cinematográfica, Hugo produziu em 19.. o vídeo intitulado ( dor de barriga ) e posteriormente a série “As Aventuras de 008”, com vários trabalhos, onde é Roteirista, Diretor e Ator.
Em As Aventuras de 008, Hugo interpreta o personagem do detetive infalível conhecido pelo nome Jaime Bonde.
Nos elencos contando sempre com a participação de amigos, quer sejam profissionais da área teatral ou simplesmente dos seus admiradores. Algumas filmagens e as edições ficaram a cargo do seu amigo Fred Monteiro.

Destacam-se:

2007 - “O ET de Dona Varginha;
2014 - “A Secretária Implacável”, onde participam do enredo 18 personagens;
( ) “Aventuras do Guarda Napo”; ...

Em todas estas produções a tônica é a crítica social, uma visão moral e a comédia.

HOMENAGENS A HUGO MARTINS


Dentre as homenagens existem vários frevos compostos pelos seus congêneres.

Frevo de Bloco “O Paladino do Frevo”, composição do Dr. Paulo Fernando.

Frevo de Bloco “Hoje o tema é você”, na voz do Coral de Salto no Frevo, composição de Fátima de Castro e Bráulio de Castro.

TÍTULOS CONCEDIDOS A HUGO MARTINS


Homenágem emérita de:

O Paladino do Frevo.

“PALADINO DO FREVO”, com o qual é reconhecido - merecidamente - pelo seu incansável e persistente trabalho em prol do FREVO; Tal honraria foi sugerida pelo Dr. Paulo Fernando.

Estavam presentes na comemoração:

Dr. Paulo Fernando - (Compositor);
Heleno Ramalho - (Compositor);
Mirian Leite - (Produtora do programa “O bloco tá na rua” também na Rádio Universitária FM);
Arnaldo de Souza - (Compositor);
Eraldo Leite - (Compositor);
Caetano - (Colega de trabalho na Rádio Universitária) e outros colegas, nas dependências da Rádio Universitária FM.

Homenágem emérita de:

Cidadão do Recife.

Homenágem emérita de:

Cidadão de Pernambuco.

DATAS MEMORÁVEIS


AVENTURAS E DESVENTURAS


OUTRAS ATIVIDADES ARTÍSTICAS


CRONOLOGIA

Hugo Martins Narra Sua História


1969 - Título “OS Melhores do Rádio e TV” (sonoplastia), concedido pelo Jornal Diário da Noite.

1969 - Certificado de Mérito (Melhor da Semana), TV Universitária, pelo programa “Esporte no 11”.

1970 - Convidado por José Pimentel, Diretor do espetáculo da “Paixão de Cristo da Nova Jerusalém” iniciou ali seu trabalho na função de sonoplasta.

1971 - Escreveu a peça infantil intitulada “O Flautim Mágico”, inspirada em um dos Concertos para Flautim de Antônio Vivaldi.

1971 - Hugo participa como ator principal do elenco da peça, de Otto Prado, intitulada “Um Santo Homem”

1971 - Certificado do Curso para Pessoal Operador de Rádio e Televisão- Convênio SUDENE/UFPE.

1972 - Hugo encerra suas atividades na TV Universitária – Canal 11. Porém continuou colaborando nos programas educativos, culturais e permanecendo na Rádio Universitária como Programador Geral.

1972 - Trabalhou na TV Globo, em Olinda, na função de Operador de Áudio, até o ano 1978.

1972 - Participou do “1º ENCONTRO DE TEATRO” na Nova Jerusalém, promovido pela Sociedade Teatral de Fazenda Nova/Universidade Federal de Pernambuco/Universidade Católica de Pernambuco/Cecosne; “Teatro ao Ar Livre/Teatro de Massa” foi o tema debatido na ocasião.

1974 - Convidado por José Pimentel, fez a sonoplastia para a peça de Marcel Camus, CALÍGULA, encenada na Nova Jerusalém.

1975 - Criação de “O Tema é Frevo Pesquisa”, onde são apresentados os compositores e suas criações em cada audição.

1975 - Criação do programa O Tema é Frevo Turismo”.

1975 - Recebeu votos de aplauso da Assembléia Legislativa do Estado, pelos seus relevantes serviços em prol da cultura do Estado de Pernambuco. Requerimento emanado do Deputado Manuel Gilberto.

1975 - Certificado do Curso de Chefia e Liderança do SENAC.

1975 - Diploma de Agradecimento pela colaboração prestada à instrução do C.P.O.R. do Recife (Centro de Preparação de Oficiais da Reserva do Recife).

1976 - Convidado pelo jornalista Moisés Kerstman a participar do Júri Especial do Prêmio Leda Carvalho de Música Carnavalesca.

1977 - Participou, como Presidente do Júri Especial do Prêmio Leda Carvalho.

1977 - Hugo assume a Chefia da Secção de Rádio do Núcleo de TV e Rádio da Universidade Federal de Pernambuco. Ali permanecendo até 12 de abril de 1978.

1977 - Produz o cd “O Tema é Frevo” volume 10, com o apoio do Dr. Paulo Maciel, Reitor da UFPE e execução da Banda da Polícia Militar do Estado de Pernambuco.
Gravado em LP pela Fábrica de Discos Rozenblit cujo arranjo coube ao músico-compositor Lourival Oliveira.

1977 - Convidado pela EMETUR foi jurado no Concurso de Músicas Carnavalescas da Prefeitura do Recife.

1977 - Diplomado pela Comissão Folclórica da Torre, pelos serviços prestados à cultura do Estado.

1978 - Recebeu da Assembléia Legislativa do Estado, voto de Congratulações pelo transcurso do Programa “O Tema é Frevo” no seu décimo ano de existência.

1978 - Criação do Museu do Frevo na Rádio Universitária, com o incentivo e apoio do Magnífico Reitor Dr. Paulo Maciel.

1978 - Hugo é homenageado pelo compositor Geraldo Costa com o Frevo “Homenagem a Hugo Martins”, gravado no LP “Capital do Frevo”, pela Orquestra de do Maestro Duda.

1978 - O Clube Carnavalesco Misto Pão-Duro durante seu desfile na Avenida Dantas Barreto, prestou significativa homenagem a Hugo Martins e à Rádio Universitária pelo décimo aniversário do Programa O Tema é Frevo.

1979 - Estimulado pelo Maestro Correia de Crasto, Hugo Martins compõe o seu primeiro Frevo de Rua, intitulado “MUSEU DO FREVO”.
Este frevo apresenta vários recortes de outros frevos, com arranjo do Maestro Correia de Crasto, teve a sua execução pela Banda da Polícia Militar do Estado e gravação pela Fábrica de Discos Rozenblit no LP “Capital do Frevo”.

1979 - No LP intitulado “Capital do Frevo”, Hugo Martins grava pela Rozenblit o seu primeiro Frevo de Bloco, intitulado “Para não Chorar”, executado pelo Coral e Orquestra do Maestro Duda.

1980 - Nova homenagem musical em ritmo de frevo de rua, é dedicada a Hugo Martins, autoria do músico-compositor Miro de Oliveira: “Hugo Martins Patrono dos Compositores”, gravado no LP “Capital do Frevo” pelo Maestro Duda.

1980 - Hugo homenageia o Maestro Correia de Crasto com o frevo de rua “Cabelos Prateados”; Gravado no LP da série “O tema é Frevo” no volume 03.

1980 - Hugo Martins associa-se à UBC (União Brasileira dos Compositores) e à The Miklos Rozsa Society Pro Music Sana, com sede na cidade de Nova York.

1980 - Gravado mais um Frevo de Bloco intitulado “A Praça é do Povo”, com arranjo do Maestro Duda e execução da sua orquestra.

1980 - Convidado pela Rede Globo de Televisão, Hugo participa como jurado do FREVANÇA - Primeiro Festival do Frevo.

1980 - Convidado pela Fundação de Cultura da Prefeitura do Recife, Hugo Martins faz parte da Comissão Julgadora do Carnaval no período compreendido entre 1980 e 1982.

1980 - Hugo produz para a EMPETUR (Empresa Pernambucana de Turismo) o disco intitulado “Carnaval de Pernambuco”, cuja execução foi da Banda Pé de Cará, da cidade de Timbaúba.

1980 - A Hugo Martins foi outorgado pelo “Clube Carnavalesco Misto Vassourinhas” o Diploma de Sócio Benemérito.

1981 - Hugo compõe o Frevo intitulado “Às Suas Ordens”, inspirado no seu programa “O Tema é Frevo às Suas Ordens”, o qual é gravado pela Banda Pé de Cará, da cidade de Timbaúba.

1981 - Homenageando as Bandas de Música, Hugo compôs o frevo de rua “No Tempo das Retretas”, gravado pela Banda da Polícia do Estado de Pernambuco, no LP “O Tema é Frevo” nº 04.

1981 - Em “Capital do Frevo” Hugo homenageia o compositor Geraldo Vandré com o frevo de rua intitulado “Caminhando e Cantando”.

1981 - Hugo Martins inicia a composição da Fantasia Musical “Os Caminhos da Paixão”.

1982 - Concluída a composição “Os Caminhos da Paixão”, esta foi apresentada à Gravadora das Edições Paulinas para avaliação, por ter obtido desta sua aprovação teve arranjo musical e gravação sob a regência do Maestro Waldomiro Lemke, contando com a execução pela Banda Sinfônica do Estado de São Paulo.

1982 - Hugo atua como ator no filme “Paraíba Mulher Macho”, sob a direção de Tizuka Yamasaki.

1982 - Hugo atua como ator na peça “O Inspetor Vem Aí”, encenada no Teatro de Santa Isabel, no Recife.

1982 - Hugo atua como sonoplasta na peça “O Calvário de Frei Caneca”, a convite de José Pimentel, dramaturgo, diretor e criador do espetáculo.

1982 - Hugo compõe e tem gravado no LP “O Tema é Frevo” volume 05, o Frevo Saudade de Rio Tinto, no qual homenageia sua cidade natal.
A contracapa deste LP foi escrita pelo insigne Professor Valdemar Valente.

1982 - Sob a batuta e coral da Orquestra do Maestro Clóvis Pereira, gravou-se o Frevo de Bloco intitulado “Os Grandes do Rádio”, autoria de Hugo Martins no LP “Capital do Frevo”.

1982 - Hugo produz para a SUDENE (Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste) o LP “Carnaval do Nordeste” volume 02, o qual foi gravado pela Orquestra do Maestro Ademir Araújo.

1982 - Inspirado nos “Concertos para Flautim” de Antônio Vivaldi, Hugo compôs o Frevo Fantasia ”Os Pássaros”, com orquestração do Maestro Luiz Caetano, foi gravado pela Banda da Polícia Militar do Estado de Pernambuco no LP “O Tema é Frevo” nº 06.

1982 - A convite da Rede Globo de Televisão, Hugo Martins participou do Júri do Festival do Frevo e do Maracatu.

1983 - Certificado do “Curso de Relações Humanas no Trabalho”, promovido pelo convênio MEC/FUNTEVE/UFPE.

1983 - Produção do disco “O Tema é Frevo” nº 07.

1983 - Composição do Frevo de Bloco “FREVO HISTÓRICO” melodia de Hugo Martins, arranjo de Bueno Ferreira e letra de Luiz Maranhão Filho.

1983 - Votos de congratulações emanados da Assembléia Legislativa, em razão do êxito alcançado pela obra, em requerimento do deputado Joel de Holanda.

1984 - Hugo participou como jurado na finalíssima do “Festival do Frevo e do Maracatu” (FREVANÇA) promovido pela Rede Globo de Televisão.

1984 - Participação na função de sonoplasta, a convite da Sociedade Teatral de Fazenda Nova, no espetáculo ao ar livre “A BATALHA DOS GUARARAPES” peça escrita e dirigida por José Pimentel.
A peça foi encenada nos Montes Guararapes, no município de Jaboatão dos Guararapes, Região Metropolitana do Grande Recife.
Para uma eficiente sonoplastia Hugo Martins pesquisou compositores brasileiros da Música Erudita do Século XVI, além de seleção descritiva e da música do cinema.

1984 - Hugo Martins ministrou o “Curso de Sonoplastia” para candidatos a vagas no Núcleo de TV e Rádio da Universidade Federal de Pernambuco. Concluído o Curso, juntamente com a Diretora do Núcleo, a Senhora Wanda Phaelante, aplicou as provas de avaliação de desempenho.

1985 - Produção e apresentação da série musical “O Tema é Carnaval” atendendo ao pedido da TV Universitária.
A proposta primordial era a apresentação, a convite, de Bandas de Música, a exemplo da Banda da Polícia Militar do Estado de Pernambuco; Bandas de Jaboatão dos Guararapes; Bandas de Carpina; Bandas de Nazaré da Mata; Banda da Escola de Aprendizes Marinheiros; Banda da Prefeitura do Recife; Cantores, Corais e membros de Clubes e Troças Carnavalescas; Blocos Carnavalescos Mistos; Maracatus; Caboclinhos; Bois de Carnaval; Ursos do Carnaval de Olinda e do Recife. O programa permaneceu no ar até o ano 1988.

1986 - Hugo vai a convite de Cleo Niceas assumir a programação da Rádio Mundial, pertencente ao Sistema Globo de Rádio.

1987 - Produção de mais um LP para série “O Tema é Frevo”, o de nº 08.

1987 - Composição do Frevo Fantasia intitulada “Frevo das Mil e Uma Noites”, inspirado na Suíte Sinfônica de RIMSKY-KORSAKOFF - Scheherezade.
Execução pela Banda da Polícia Militar do Estado de Pernambuco. A contracapa é comentada pelo saudoso Compositor e Secretário do CEMCAPE, Bartolomeu Noronha.

1988 - A convite do Sindicato dos Radialistas do Recife, ministrou aulas de sonoplastia no Curso de Radialismo da Escola Técnica Federal de Pernambuco.

1988 - Participação na coordenação do Festival do Frevo e do Maracatu (FREVANÇA), a convite da Rede Globo Nordeste, cabendo-lhe a seleção dos jurados.

1988 - Participou da “Comissão Permanente do Carnaval” a convite da Senhora Lêda Alves representando a Fundação de Cultura da Prefeitura do Recife.

1988 - Hugo é agraciado com o Troféu Escritor Gilberto Coelho, ofertado solenemente pelo Clube das Pás Douradas, pelos serviços prestados à Cultura Pernambucana, através do Programa “O Tema é Frevo”.

1988 - Hugo Martins é agraciado com o “Título de Honra ao Mérito” em uma deferência da Banda Euterpina Juvenil Nazarena de Nazaré da Mata, pelos relevantes serviços prestados à cultura através dos programas apresentados na Rádio Universitária FM.

1989 - Hugo compôs o Frevo “De Recife a Bonn” especialmente para o evento de apresentação dos representantes brasileiros no Festival dos Continentes, na cidade de BONN, na Alemanha. Neste Festival o Brasil foi representado pela cultura musical de Pernambuco, cabendo a Hugo Martins a escolha dos componentes que expuseram as peculiaridades e a diversidade musical e folclórica do Estado.

1990 - Estreia na Rádio Universitária FM o programa “No tempo das Retretas”, criação e apresentação de Hugo Martins.

1990 - Hugo produz a peça radiofônica “O homem de Nossas Vidas”; Trata-se de um importante documentário, cujo direcionamento é salvaguardar a memória do rádio teatro.
Tal resgate foi propiciado pelos radialistas que vivenciaram a “Era de Ouro do Rádio”. Todos participantes aderiram a este convite de Hugo, emprestando suas vozes para a empreitada.
Relata Hugo que este documento é uma homenagem a notáveis nomes do rádio teatro, inesquecíveis atores que marcaram época, “A época de ouro do Rádio”, dentre estes estão: Luiz Maranhão; Amarílio Niceas; Mercedes del Prado; Clovis Neves; Hélio Peixoto; Ziul Matos. Destacam-se também os grandes novelistas e outros produtores; “A novela religiosa” de J. Austregésilo; a “Novela Semanal e a Novela Mensal”, de Fernando Luiz, ainda “Os mistérios do além”, de Moura Júnior.

A peça radiofônica “O homem de nossas vidas”, é uma peça que narra a história de Jesus Cristo de Nazareth e de Judas, seu discípulo, que fizeram a história do Cristianismo.

Dirigida por Geraldo Lopes, contou com cerca de noventa vozes egressas da PRA8 (Rádio Clube de Pernambuco), Rádio Jornal do Commercio, Rádio Tamandaré e foi dividida em cinco capítulos.
Vem sendo transmitida durante a Semana Santa pela Rádio Universitária FM da Universidade Federal de Pernambuco, desde seu lançamento.

Três cadernos “VIVER” foram publicados no Jornal Diário de Pernambuco focalizando os radiatores e radiatrizes, no total de noventa, participantes deste grandioso documento, todos atuaram nos anos 40, 50 e 60.

1991 – Produção do primeiro volume da Série “O Tema é Frevo Documento”.

1991 – Produzido pelo CEMCAPE o LP “Centenário de Levino Ferreira”, gravado pela Orquestra do Maestro Duda.

1993 – Hugo estreia na Rádio Universitária FM o programa intitulado “Aqui o Frevo não Para”.

1996 – Assume a Reitoria da UFPE o professor Mozart Ramos. Por solicitação do Magnífico Reitor Mozart Ramos parte o convite a Hugo Martins para elaborar uma programação musical para a Rádio Universitária AM. A Rádio AM iniciou sua programação em caráter experimental, ocasião em que houve alternância entre sua entrada e sua saída do ar em algumas ocasiões.

1998 – Com apoio da CEPE (Editora de Pernambuco), na pessoa do seu Presidente, Carlos da Fonte, em uma criação conjunta com o Advogado e Membro do CEMCAPE, o saudoso Bartolomeu Noronha, e gravação executada pela Banda de Música do Comando do Nordeste, sob a batuta do Capitão Salatiel de Barros foi realizado o CD “MARCHAS DE PROCISSÃO” – primeiro no gênero gravado no Brasil.

1999 – Certificado de “Destaque Profissional de 1999” na área de programação e produção, concedido pela Direção Geral do NÚCLEO DE RÁDIO E TELEVISÃO da Universidade Federal de Pernambuco.

1999 – Convidado pela Sociedade Teatral de Fazenda Nova, elaborou a sonoplastia para o espetáculo "NOITE FELIZ”, de autoria de PLÍNIO PACHECO e RUBEN ROCHA FILHO.

2000 – Homenageado em 26 de fevereiro pela Assembléia Legislativa do Estado de Pernambuco, pelos relevantes serviços prestados à Cultura Pernambucana através do programa “O Tema é Frevo” apresentado na Rádio Universitária de Pernambuco há 30 anos contínuos.

2000 – HUGO participou como Jurado no Concurso de Músicas Carnavalescas do Recife, convidado por Cláudio Almeida, Coordenador de Música da Fundação de Cultura do Recife.

2000 – Título de “CIDADÃO DO RECIFE” pleiteado pelo Vereador Dilson Peixoto e aprovado por unanimidade, no dia 23, em Sessão solene na Câmara Municipal do Recife.

2001 – HUGO é agraciado com o Título de CIDADÃO DE PERNAMBUCO, aprovado por unanimidade, em Sessão Solene, pela Assembléia Legislativa do Estado de Pernambuco em 14 de maio daquele ano, atendendo ao requerimento do Deputado Paulo Rubem Santiago, “Pelos notáveis serviços prestado à Cultura do Estado”.

2001 – HUGO faz parte do Júri do Concurso de Músicas Carnavalescas da Prefeitura do Recife a convite da Coordenadoria de Músicas da Fundação de Cultura da Cidade do Recife.

2002 – Hugo é homenageado pela Sociedade Teatral de Fazenda Nova com o Troféu Plínio Pacheco pelo transcurso do 34º ano consecutivo operando a sonoplastia no espetáculo da Paixão de Cristo no maior teatro a céu aberto em Nova Jerusalém, no Município de Fazenda Nova no Estado de Pernambuco.

2004 – Hugo é condecorado com a Comenda do Mérito Carnavalesco, por ocasião das comemorações pela passagem do “Centenário de Nascimento de Edgard Moraes”.

2005 – Participação na função de Jurado no Concurso de Músicas Carnavalescas, a convite da Fundação de Cultura da Cidade do Recife.

2006 – Homenagem do Bloco carnavalesco “Um Bloco em Poesia” em sua apresentação no Marco Zero do Recife, por ocasião do Encontro de Blocos.

2006 – Hugo participou da “Mesa Redonda”, cujo tema foi Carnaval Brasileiro, a convite do Magnífico Reitor da Universidade Federal Rural de Pernambuco, Professor Cantídio de Oliveira Filho.

2007 – Hugo recebe o “Diploma de Membro da Comissão de Honra dos 60 anos da Universidade Federal de Pernambuco”, no dia 09 de agosto daquele ano.

2008 – HUGO, juntamente com Abelardo da Hora (artista plástico) e Ademir Araújo (Maestro-compositor), faz parte dos homenageados pela Prefeitura do Recife, no Carnaval daquele ano como Personalidades Públicas que contribuem com a Cultura do Estado.

2017 – No dia 09 de novembro a Assembléia Legislativa do Recife agraciou o Compositor HUGO MARTINS com o Título “Cidadão Pernambucano” por sua contribuição à Cultura do Estado de Pernambuco em razão do seu destaque à frente do Programa radiofônico transmitido pela Rádio Universitária da Universidade Federal de Pernambuco, “O Tema é Frevo”, o qual completa 50 anos de existência. Este Título foi requerido pelo Deputado Antônio Moraes.

Estiveram presentes Autoridades Civis e Militares do Estado de Pernambuco, Parlamentares, Compositores, Maestros, Arranjadores, Representantes de Agremiações Carnavalesca e um Público que lotou todo o auditório da casa. A ornamentação do espaço foi sui generis, com a exposição de Flabelos de vários Blocos Carnavalescos e de Estandartes de Agremiações como Clubes Carnavalescos e Troças Carnavalescas. Na ocasião apresentou-se o Coral “De Salto no Frevo” entoando músicas de autoria do homenageado e de outros Compositores. Chamou a atenção na apresentação do Coral a execução de músicas que também o homenageiam, tais como: “Hoje o Tema é Você”, autoria de Fátima de Castro e Bráulio de Castro e “O Paladino do Frevo”, autoria de Paulo Fernando.


Os agradecimentos são dirigidos a todos os partícipes deste documento, único a respeito do tema enfocado, em especial à Sra. Wanda Phaelante - Diretora do Núcleo de Rádio da UFPE, ao Consulado Francês no Recife e aos amigos Cleo Niceas, Marcos Macena e Genivaldo di Pace.



Pesquisa:

Eraldo Leite
Arlequim